logo
Sign Up
.

Busca seu próximo destino

Tacuarembó

Tacuarembó, “o maior pago da pátria”, “o coração do país”, “a pátria grande”, o “berço de Carlos Gardel” tem forma de coração e sempre soube transcender e mostrar suas melhores galas a todo o Uruguai. Sem importar os 400 quilômetros que o separam da capital, sobressaiu desde começos de século quando o Teatro Escayola foi lugar de estreia de obras, antes que o mesmíssimo Solís ou o Teatro Colón, de Buenos Aires. Berço de ouro de escritores, músicos, artistas e esportistas, os tacuaremboenses souberam deixar sua marca na cultura nacional. Neste canto ao norte do Uruguai, a identidade cultural se une às tarefas cotidianas. Em qualquer canto o visitante pode se surpreender com uma escultura, o traço indígena de um habitante ou a presença de um gaúcho. Sua paisagem de morros planos e pradarias e suas maravilhas naturais são protagonistas de filmes como "Corazón de Fuego", "Artigas - La redota" ou "Miss Tacuarembó". Os tacuaremboenses encantaram atores como Federico Luppi, Héctor Alterio ou Natalia Oreiro. Com orgulho Tacuarembó exibe esculturas e murais a céu aberto. Umas 150 obras podem ser apreciadas em espaços públicos e privados em diferentes pontos do departamento. Em Tacuarembó não há dúvidas: Gardel é uruguaio. Dizem que chegam ao museu do artista os mais céticos sobre a nacionalidade uruguaia do “mago”, porém saem convencidos do contrário. Em definitiva, o maior departamento tem infinidade de encantos para surpreender o viajante.

Fonte: Livro Tacuarembó, un pago grande. 2012. - Intendencia de Tacuarembó